Destaques

E se conseguíssemos engarrafar a energia do sol? Investigadores estão a tentar

Uma equipa de investigadores suecos descobriu uma forma mais eficiente de armazenar a energia proveniente da luz do sol.

É um dilema com anos. A energia solar é renovável e abundante, mas os métodos para a armazenar não são baratos nem eficientes.

O ideal seria encontrar uma forma de 'engarrafar' esta energia para alimentar casas e fábricas, mesmo quando o sol não está no céu. Os investigadores têm vindo a estudar essa possibilidade sem grande sucesso, mas uma equipa de cientístas suecos pode estar perto de o conseguir.

A Universidade Técnica Chalmers em Gothenburg, na Suécia, está a desenvolver um fluido capaz de absorve a energia solar, conservá-la durante meses ou anos e liberta-la quando necessário.

Este chamado combustível solar térmico funciona como uma bateria recarregável, mas em vez de eletricidade, alimentada a luz solar", explicou à NBC Jeffrey Grossman, responsável por um laboratório no MIT que trabalha com o mesmo material.

Foi instalado um protótipo no telhado do edifício da universidade Chalmers: O fluido é bombeado através de tubos transparentes e a luz ultravioleta proveniente do sol excita as moléculas, carregando-as de energia.

A luz rearranja as ligações entre os átomos de carbono, hidrogénio e azoto o líquido e converte o composto norbornadieno num outro chamado quadriciclano, que retém a energia capturada, mesmo depois de arrefecer.

O combustível resultante é armazenado a temperatura ambiente, cerca de 21 graus celsius, e pode ser aquecido as vezes que forem necessárias até aos 83 graus, o suficiente para aquecer a água a usar na maioria das tarefas domésticas.

Com este sistema é possível armazenar o dobro da energia gerada por painéis solares.

Várias empresas já contactaram a universidade de Técnica Chalmers para estudar as possibilidades de comercialização.

IN: TSF (7 novembro 2018)

FreshJoomlaTemplates.com
Thursday the 13th. TESTE