Destaques

Renováveis abasteceram quase metade do consumo de energia em Outubro

A produção de energias limpas abasteceu 45% do consumo nacional durante o mês de Outubro. Tendo em conta o acumulado desde o início do ano, já representa mais de metade: 52%.

Em Outubro, o consumo de energia eléctrica em Portugal foi 1,1% superior face ao mesmo mês do ano anterior. Considerando a correcção dos efeitos de temperatura e número de dias úteis, o crescimento foi de 0,4%, segundo os dados da REN.

No mês passado, "as precipitações muito reduzidas prolongaram o período seco, com um índice de hidraulicidade de apenas 0,41". Pelo contrário, a produção eólica teve condições favoráveis com o índice respectivo a situar-se em 1,19. O que permitiu que quase metade da energia consumida em Portugal fosse proveniente de energias limpas.

"O conjunto da produção renovável abasteceu 45% do consumo nacional, a produção não renovável 51% e o saldo de trocas com o estrangeiro, que este mês foi importador, os restantes 4%", detalha a REN.

Tendo em conta o acumulado de Janeiro a Outubro, a produção renovável abasteceu 52% do consumo, repartida pela hidroeléctrica com 23%, eólica com 22%, biomassa com 5% e fotovoltaica com 1,6%. A produção não renovável abasteceu os restantes 48% do consumo, repartido pelo gás natural com 28% e pelo carvão com 20%. O saldo de trocas com o estrangeiro é exportador, equivalendo a cerca de 6% do consumo nacional.

Já no mercado de gás natural, durante o mês de Outubro, registou-se "uma contracção homóloga no consumo, devido à quebra no segmento de produção de energia eléctrica, influenciado pela disponibilidade de energia renovável", explica a empresa que gere as redes de energia. O consumo registou uma queda de 1,2%, com o segmento convencional a crescer 1,4% e o mercado eléctrico a contrair 5,9%.

IN: Negócios Online (2 novembro 2018)

FreshJoomlaTemplates.com
Monday the 19th. TESTE