Destaques

Mudar comercializador de eletricidade pode levar a poupança superior a 250 euros

No Dia Mundial da Poupança, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) apresenta as tarifas de eletricidade disponíveis para três tipos de família: um casal sem filhos, um casal com dois filhos e um casal com quatro filhos.

Os gastos com eletricidade levam parte da fatia do orçamento das famílias todos os anos. No entanto a mudança de comercializar ou de tipo de tarifa (simples ou bi-horária) pode levar a poupanças expressivas, como mostram os dados divulgados esta quarta-feira pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) em celebração do Dia Mundial da Poupança.

No caso de uma família numerosa, a diminuição dos custos pode mesmo superar os 250 euros, de acordo com os três cenários familiares desenhados pela ERSE. Havia, no final do terceiro trimestre deste ano, 18 ofertas comerciais sem diferenciação horária de preços (tarifa simples) e 17 ofertas com diferenciação horária de preços (tarifa bi-horária).

Os comercializadores são: AlfaEnergia, Audax, EDP Comercial, ELusa, ELusa2, ENAT, Endesa, EnergiaSimples, Galp, GoldEnergy, HEN, Iberdrola, JafPlus, Lógica Energia, Luzboa, LUZiGAS, PTLive, RolearViva e Ylce. Os preços e comparações apresentados resultam da componente da fatura anual relativa ao fornecimento de gás natural, sem impostos e taxas, sendo a análise efetuada em preços reais.

Consumidor tipo 1: Casal sem filhos com consumo anual de 1.900 kWh, consumo em vazio de 40% e potência contratada de 3,45 kVa

A oferta comercial mono eletricidade com menor fatura anual é da GoldEnergy, com um valor de 325 euros por ano. O diferencial desta oferta em relação à oferta comercial mono eletricidade mais cara (da LOGICA Energy) é de menos 82 euros por ano ou 20%.

Comparativamente com a tarifa transitória simples em vigor esta oferta comercial mais competitiva apresenta um diferencial de menos 47 euros por ano (13%). Já face à tarifa transitória bi-horária em vigor esta oferta comercial mais competitiva apresenta um diferencial de 33 euros por ano (9%).

No terceiro trimestre de 2018 registou-se um total de 152 ofertas comerciais para o consumidor tipo 1. Quanto aos preços, a oferta comercial mono eletricidade mais competitiva e a oferta comercial mono eletricidade menos competitiva mantive-se praticamente constante, registando um ligeiro aumento no terceiro trimestre de 2018.

“Comparativamente com a tarifa transitória em vigor (tarifa simples e tarifa bi-horária) verifica-se que a oferta comercial mono eletricidade de menor preço é sempre mais competitiva do que a tarifa regulada”, diz o regulador.

Consumidor tipo 2: Casal com dois filhos com consumo anual de 5.000 kWh, consumo em vazio de 40% e potência contratada de 6,9 kVa

Neste caso, a oferta comercial mono eletricidade com menor fatura anual é da Galp, com um valor de 844 euros por ano. O diferencial desta oferta em relação à oferta comercial mono eletricidade mais cara (da Audax) é de 128 euros por ano (13%).

Comparativamente com a tarifa transitória simples em vigor esta oferta comercial mais competitiva apresenta um diferencial de 91 euros por ano (10%). Comparativamente com a tarifa transitória bi-horária em vigor apresenta um diferencial de 54 euros por ano (6%).

No terceiro trimestre de 2018 registou-se um total de 154 ofertas comerciais para o consumidor tipo 2. O diferencial entre a oferta comercial mono eletricidade mais competitiva e a menos competitiva tem vindo a diminuir, apresentando um valor mínimo no terceiro trimestre de 2018. “Comparativamente com a tarifa transitória em vigor (tarifa simples e tarifa bi-horária) verifica-se que a oferta comercial mono eletricidade de menor preço é sempre mais competitiva do que a tarifa regulada”, afirma a ERSE.

Consumidor tipo 3: Casal com quatro filhos com consumo anual de 10.900 kWh, consumo em vazio de 40% e potência contratada de 13,8 kVa

Para uma família numerosa, a oferta comercial mono eletricidade com menor fatura anual é da Galp, com um valor de 1.816 euros por ano e uma diferença de 268 euros por ano (13%) face à mais cara (da Alfa Energia).

Comparativamente com a tarifa transitória simples em vigor esta oferta comercial apresenta um diferencial de 202 euros por ano (10%). Face à tarifa transitória bi-horária em vigor esta oferta comercial fica 143 euros por ano (7%) mais barata.

O número de ofertas comerciais para este segmento tem vindo a aumentar, atingindo um total de 156 no final do terceiro trimestre. Quanto à diferença do preço entre o mais caro e mais barato, tem vindo a diminuir. “Comparativamente com a tarifa transitória em vigor (tarifa simples e tarifa bi-horária) verifica-se que a oferta comercial mono eletricidade de menor preço é sempre mais competitiva do que a tarifa regulada”, acrescenta a ERSE.

IN: Jornal Económico (31 outubro 2018)

FreshJoomlaTemplates.com
Monday the 19th. TESTE