Destaques

Alentejo vai ter quatro novas centrais fotovoltaicas num investimento de €110milhões

Quatro novas centrais fotovoltaicas, sem subsídios públicos, vão ser criadas no Alentejo, nos concelhos de Nisa, Évora, Ourique e Aljustrel, num investimento superior a 110 milhões de euros.

Quatro novas centrais fotovoltaicas, sem subsídios públicos, vão ser criadas no Alentejo, nos concelhos de Nisa, Évora, Ourique e Aljustrel, num investimento superior a 110 milhões de euros, revelou esta quarta-feira à agência Lusa a empresa promotora.

"Vamos desenvolver quatro projetos no Alentejo por causa dos recursos existentes, mas estamos também interessados em fazer projetos por todo o país desde que haja condições para tal", disse o representante da empresa Energi-innovation na Península Ibérica, Francisco Ribeiro. Segundo a empresa promotora, as quatro novas centrais fotovoltaicas vão produzir cerca de 270 gigawatts-hora (GWh) de energia por ano, o equivalente ao consumo médio anual de quase 60.000 habitações.

Em Nisa, no distrito de Portalegre, já foi atribuída a licença para a construção de uma central fotovoltaica na Herdade do Couto Gamo, numa área de 115 hectares, com uma capacidade total instalada de 50 megawatts (MW). O projeto deverá estar concluído no terceiro trimestre de 2019.

"Todo o trabalho de preparação de construção da linha, que é o que demora mais tempo, já está a decorrer. Quanto à construção propriamente dita, gostaríamos que avançasse no primeiro trimestre do próximo ano. A produção surgirá mais tarde, talvez em setembro ou outubro", disse. Em Ourique, no distrito de Beja, a Energi-innovation vai iniciar no final deste ano a obra de uma central fotovoltaica na Herdade do Quintal, numa área de 120 hectares, tendo este equipamento, depois, uma capacidade total instalada de 50 MW.

De acordo com a empresa promotora, esta central deverá estar a funcionar em pleno no "segundo trimestre de 2019".

Já em Évora, na Herdade da Barba Rala/Casinha, está a ser construída uma central fotovoltaica numa aérea de 80 hectares, com uma capacidade instalada de 25 MW.

"Esta central já está em construção e nós gostaríamos que estivesse operacional até ao final do ano", disse o representante da empresa Energi-innovation na Península Ibérica.

Em Messejana, no concelho de Aljustrel, distrito de Beja, está a ser criada uma outra central, numa área de 10 hectares, com uma capacidade instalada de 10 MW, devendo estar concluída no segundo trimestre de 2019.

IN: Expresso (22 agosto 2018)

FreshJoomlaTemplates.com
Friday the 16th. TESTE