Destaques

Consumo de energia elétrica sobe 10,4% em abril

O consumo de energia elétrica aumentou 10,4% em abril, face ao período homólogo. Esta variação reflete o acentuado desvio das temperaturas face aos valores normais para esta altura do ano. A variação acumulada nos quatro primeiros meses do ano situa-se em 6%, fortemente influenciada pelas temperaturas registadas.

Ainda em abril, as condições hidrológicas mantiveram-se favoráveis, com um índice de hidraulicidade de 2,01 (média histórica igual a 1). Para o mês de abril trata-se do segundo valor mais elevado de sempre dos registos da REN (desde 1971). Na produção eólica as condições foram também positivas, com o índice de produtibilidade respetivo a situar-se em 1,08 (média histórica igual a 1). No conjunto, a produção renovável abasteceu 81% do consumo nacional + saldo exportador. O saldo de trocas com o estrangeiro manteve-se exportador equivalendo a cerca de 5% do consumo nacional.

Após um início de ano extremamente seco, as chuvas de março e abril colocaram já as afluências aos aproveitamentos hidroelétricos acima dos valores médios, com o índice de produtibilidade hidroelétrica para o período janeiro a abril a situar-se em 1,14(média histórica igual a 1) enquanto o índice de produtibilidade eólica regista 1,16(média histórica igual a 1). Neste período, a produção renovável abasteceu 66% do consumo, 30% a partir de hidroelétricas, 29% com eólicas, 5% com biomassa e 1,2% com fotovoltaicas. A produção não renovável abasteceu os restantes 34% do consumo, repartido pelo gás natural com 20% e pelo carvão com 14%. Para este período, a produção a carvão é a mais baixa dos últimos 4 anos. O saldo de trocas com o estrangeiro é exportador equivalendo a cerca de 6% do consumo nacional.

No mercado de gás natural, manteve-se em abril a tendência de redução no segmento de mercado elétrico devido à maior disponibilidade de energia renovável. Neste segmento, o consumo registou uma contração homóloga de 70%, enquanto no segmento convencional se verificou um crescimento de 12%, influenciado pelas baixas temperaturas registadas. No final de abril, o consumo de gás natural apresenta uma variação de -8,0% face ao verificado no mesmo período do ano anterior, com um crescimento de 3,5% no segmento convencional e uma redução de 32% no mercado elétrico.

IN: REN - Redes Energéticas Nacionais (3 maio 2018)

FreshJoomlaTemplates.com
Sunday the 19th. TESTE