Destaques

24 empresas já aderiram à nova etiqueta de janelas

Só no primeiro mês de existência, 24 empresas do sector das janelas e fachadas já aderiram à nova etiqueta energética CLASSE +. A forte adesão, refere a ANFAJE – Associação Nacional de Fabricantes de Janelas Eficientes, mostra o compromisso dos fabricantes em contribuir para a poupança e para o conforto das famílias portuguesas.

O CLASSE + resulta de uma parceria entre a ADENE – Agência para a Energia, a ANFAJE e o IteCons. O renovado programa, de adesão voluntária para as empresas fabricantes de janelas, tem como propósito evidenciar o desempenho energético das janelas, através de uma etiqueta energética, semelhante à que já é obrigatória nos electrodomésticos.

Para aderirem, as empresas terão de permitir à ADENE uma verificação técnica e informativa das etiquetas emitidas e do bom desempenho térmico dos produtos, algo que, para os consumidores, garante um adicional de qualidade.

O sistema funciona numa escala ascendente, de F (menos eficiente) a A+ (mais eficiente), permitindo assim aos potenciais clientes obter uma informação mais clara e perceptível do desempenho energético das janelas que se propõem adquirir.

Actualmente, e de acordo com o Eurostat, o Gabinete de Estatísticas da União Europeia, cerca de 22% da população portuguesa tem dificuldades em manter a habitação confortável e aquecida.

João Ferreira Gomes, presidente da ANFAJE, sublinha que “se hoje em dia as pessoas não dispensam saber a classe energética de um electrodoméstico quando o vão comprar, porque não permitir que possam fazer o mesmo num investimento tão importante como a substituição de janelas? Uma escolha informada, usando uma referência simples como a etiqueta energética, pode significar muito euros de poupança na factura de energia no final do mês, especialmente nos meses mais frios do ano”.

A par do isolamento de paredes e coberturas, as janelas são um dos elementos da habitação que mais contribui para o conforto térmico dos ocupantes e proporciona também uma melhor eficiência energética, o que poderá garantir uma poupança na factura da energia superior a 250 euros anuais.

IN: Economia ao Minuto (15 fevereiro 2018)

FreshJoomlaTemplates.com
Tuesday the 11th. TESTE