Destaques

Janeiro atípico resulta em menor consumo de eletricidade

As temperaturas acima da média resultaram numa queda do consumo de energia. A produção renovável abasteceu 46% do consumo, mantendo-se assim atrás da produção não renovável.

O consumo de energia elétrica recuou no passado mês de janeiro face ao mês homólogo do ano anterior, tendo-se verificado um nível de consumo inferior em 0,6%, penalizado pelas temperaturas acima dos valores normais para este mês e ao contrário do que se tinha verificado no ano anterior. Considerando a correção dos efeitos de temperatura e número de dias úteis, o consumo regista uma evolução positiva de 1,2%.

Ainda em janeiro, as condições hidrológicas permaneceram muito negativas, com o índice de produtibilidade hidroelétrica a situar-se em 0,40 (média histórica igual a 1). Pelo contrário, na produção eólica registaram-se condições mais favoráveis, com o índice de produtibilidade respetivo a situar-se em 1,07 (média histórica igual a 1).

Refira-se por outro lado que o conjunto da produção renovável abasteceu 46% do consumo de eletricidade (incluindo saldo exportador), com as hidroelétricas a representarem 12% do consumo, as eólicas 28%, a biomassa 5% e as fotovoltaicas 1%, enquanto a produção não renovável abasteceu os restantes 54% – com o gás natural a representar 32% e o carvão 22%. O saldo de trocas com o estrangeiro foi ligeiramente exportador, equivalendo a 0,6% do consumo nacional.

Já no mercado de gás natural, registou-se em janeiro uma quebra homóloga de 1,4%, apesar de um aumento de 5,6% no segmento do mercado elétrico. Neste segmento, com a escassez de produção hídrica, mantém-se a elevada utilização das centrais elétricas a gás natural, que se verificou ao longo de todo o ano de 2017. No segmento convencional, registou-se uma redução de 5,2%.

Entretanto, e apesar das diferenças verificadas de região para região, as condições hidrológicas melhoraram em algumas barragens, mas não o suficiente para fazer desaparecer a preocupação face ao nível historicamente baixo de alguns desses complexos.

IN: Jornal Económico (1 fevereiro 2018)

FreshJoomlaTemplates.com
Wednesday the 21st. TESTE