Destaques

Luz desce pela primeira vez em 18 anos

Em 2018, de acordo com o “Negócios”, as empresas produtoras de eletricidade em Portugal vão suportar uma fatura maior com a tarifa social: vão pagar um total de 83 milhões de euros, mais 10 milhões que este ano.

Pela primeira vez em 18 anos, a fatura da eletricidade vai baixar em Portugal. Contudo, o valor é do campo do simbólico: 0,2%. Trata-se, por exemplo, de um desconto de nove cêntimos numa fatura média mensal de 45,7 euros, pelo que anunciou a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) na sexta-feira.

Esta descida, na realidade, deve-se ao valor de 89,7 milhões de euros que o Governo pediu de volta à EDP e à Endesa ainda este ano, lembra o “Jornal de Negócios” esta segunda-feira. Em vez de ressarcir o Estado, as duas companhias elétricas optaram por dar um desconto na fatura da luz até que o valor em causa seja pago.

Segundo o matutino, esta devolução acontece depois do secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, ter decidido revogar a lei do Governo de Passos Coelho que permitiu à EDP è a Endesa passar os custos da tarifa social e da Contribuição Extraordinária sobre o Sector Energético (CESE) aos consumidores.

Dos 90 milhões de euros totais, a Endesa já anunciou que vai suportar uma fatura 20 milhões de euros; o restante valor terá de ser devolvido pela EDP.

Em 2018, de acordo com o “Negócios”, as empresas produtoras de eletricidade em Portugal vão suportar uma fatura maior com a tarifa social: vão pagar um total de 83 milhões de euros, mais 10 milhões que este ano.

Esta subida deve-se a um aumento no número de beneficiários: passou dos 720 mil consumidores para os 817 mil.

IN: Expresso (18 dezembro 2017)

FreshJoomlaTemplates.com
Tuesday the 17th. TESTE